21 de Fevereiro a 30 de Abril de 2020

Visitas com marcação prévia (museu@isjd.pt) das 9h às 17h de segunda a domingo

Museu S. João de Deus

Estrada do Telhal nº55, 2725-588 Mem Martins

A participação portuguesa na Grande Guerra teve consequências políticas, económicas e sociais que se sentiram nas décadas seguintes e que tiveram também um impacto na área da saúde. Através da mobilização de mais de 100.000 homens, a jovem República Portuguesa (1910) esperava obter o reconhecimento internacional e proteger as colónias africanas dos interesses britânicos e alemães.

Apesar de parecer contraditório, a Primeira Guerra Mundial despoletou um conjunto de avanços técnicos e científicos na saúde. Mas esta guerra total marcaria para sempre a vida de muitos homens, que regressaram com traumas físicos e psíquicos, e que rapidamente caíram no esquecimento. Através de um conjunto de objectos, fotografias e vídeos, esta exposição relata este duplo impacto da Grande Guerra na saúde em Portugal.

Entrada livre

Comissários: Helena da Silva e José Picas do Vale

Comité executivo: Helena da Silva, José Picas do Vale, Margarida Portela e Sónia Faria

Design: Jorge Galvão

Tradução: Ana Simão

Modista: Elsa Cunha

Impressão gráfica: Augustos

Apoios e agradecimentos: A Casa do Guarda; Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Almada; Centro Social Paroquial de Almada – Lar de S. Tiago; Cruz Vermelha Portuguesa; Exército Português (Direcção de História e Cultura Militar, Arquivo Histórico Militar, Biblioteca do Exército, Museu Militar de Elvas, Museu Militar de Lisboa); Fundação para a Ciência e Tecnologia – Investigador FCT; Gil Santos; Hemeroteca Municipal de Lisboa; Liga dos Combatentes; Margarida Durães; Ordem Hospitaleira de São João de Deus – Museu São João de Deus; Rui Vaz Osório Wellcome Collection